Conheça os 8 Cursos em Segurança do trabalho que melhoram seu currículo


Para você que trabalha com segurança do trabalho, selecionamos quais são os tipos de curso que você deve fazer para melhorar seu currículo, aperfeiçoar seu conhecimento, bem como impulsionar sua carreira profissional.


Os cursos em segurança do trabalho fazem toda a diferença num processo de seleção e é fundamental que você tenha uma complementação da sua formação.


Para ajudar na sua escolha vamos falar sobre 8 cursos em segurança do trabalho que vão melhorar seu currículo, confira:


1. Bombeiro civil

Normalmente, na segurança do trabalho precisamos ministrar treinamentos referentes à prevenção e combate a incêndio, mas para ensinar ou ministrar esses treinamentos, temos que conhecer com uma certa profundidade o tema, ou seja, ter proficiência.


Durante o curso de bombeiro civil é ensinado técnicas para o combate de incêndio, abandono de local sinistrado, primeiros socorros e a inspeção de equipamentos de emergência.


O curso de bombeiro civil é muito útil e um ótimo diferencial no currículo.


2. NR-10 (Instalações e Serviços em Eletricidade)

Normalmente, o profissional de segurança do trabalho encontrará algumas atividades que envolvam energia elétrica.


Dessa forma, para quem pretende trabalhar no ramo de eletricidade é importante ter o curso de NR-10, isso fará toda a diferença durante uma seleção de emprego.


O conteúdo do curso envolve um conhecimento básico sobre instalações e serviços em eletricidade. No entanto, para quem busca algo mais avançado, pode complementá-lo com o curso de SEP (Sistema Elétrico de Potência).


O curso da NR-10 é indispensável para o técnico de segurança do trabalho que busca orientar, preparar e supervisionar trabalhadores expostos ao risco elétrico.


3. NR-33 (Espaços Confinados)

Alguns ambientes não foram projetados para a ocupação humana, seu espaço foi construído para armazenagem de materiais como grãos, líquidos, máquinas. São os espaços confinados, locais com diversos riscos, como por exemplo: silos, bueiros, galerias, caixa d´água, etc.


A capacitação na NR-33 além de destacar o currículo, o participante aprende a analisar e entender cada um dos riscos que esses locais oferecem, como os riscos químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos, de explosão e atmosfera IPVS (Imediatamente Perigosa à Vida ou à Saúde).


4. NR-35 (Trabalho em Altura)

O trabalho em altura é responsável por muitos acidentes de trabalho no Brasil, por isso, esta Norma é importantíssima para o aperfeiçoamento do profissional de segurança do trabalho.


A capacitação busca preparar o profissional para o desenvolvimento de atividades em altura, através de conhecimento teórico e prático, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.


Dessa forma, essa preparação torna o profissional preparado não somente para lidar com os trabalhadores que executam esta atividade, mas também como agir em caso de emergência e resgate.


5. Auditor Interno de SGI (Sistemas de Gestão Integrado)

A auditoria interna é realizada pela empresa com o objetivo de inspecionar seus próprios sistemas de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho, com a finalidade de assegurar que seus parâmetros de gestão predefinidos estejam sendo seguidos, atingindo os resultados esperados e previamente objetivados, caso contrário, devem ser melhorados.


Para ser um auditor interno é necessário realizar o curso e conhecer bem algumas Normas nacionais e internacionais, aos quais utilizará como base para que possa identificar as possíveis conformidades e não conformidades nos sistemas de gestão.


O curso é um grande diferencial no currículo, principalmente, para quem busca trabalhar em empresas que possuem ou pretendem ter uma certificação (ISO 9001, 14001 e 45001).


6. Inglês

Geralmente, um profissional com domínio da língua inglesa é mais reconhecido do que o profissional que não tem esse diferencial e se pretende trabalhar em multinacionais, ter um curso de inglês é fundamental.


Ter um bom domínio da língua inglesa não só melhora o currículo, mas melhora as perspectivas de emprego e aumenta a possibilidade de conquistar um excelente trabalho.


7. Informática

É o curso mais básico, mas muito importante para o profissional de segurança do trabalho, que precisa saber pelo menos preencher uma planilha no Excel, utilizar o Word para elaborar ou atualizar alguns programas e documentos, bem como o PowerPoint para confeccionar treinamentos no âmbito da segurança e saúde do trabalho.


Sendo assim, quem não souber informática, mesmo que o básico, pode se dizer que está fora desse mercado de trabalho tão competitivo.


8. eSocial

O e-Social é o sistema criado pelo governo federal e tem o objetivo de promover mais simplicidade e agilidade no processamento de informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas.


Em diversas empresas o envio dessas informações, especificamente, referentes a segurança do trabalho estão sob a responsabilidade do profissional de segurança do trabalho, e assim muitas empresas têm buscado no mercado profissionais com esse conhecimento, por isso o curso sobre o eSocial tornou-se um dos mais importantes atualmente.


Agora você já sabe qual caminho deve percorrer para ser um profissional mais qualificado. Boa Sorte!